A Formação Psicanalítica

freud-inconsciente.jpg

Próximo processo seletivo previsto para FEVEREIRO DE 2023

Instituto de Formação Psicanalítica

A Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro (SBPRJ) tem uma longa tradição como entidade formadora de psicanalistas através do seu Instituto de Formação Psicanalítica.

  

Recentemente foi efetuada importante reforma relativa ao Curso de Formação Psicanalítica no Instituto de Formação Psicanalítica da SBPRJ, com mudanças significativas quanto aos requisitos para ingresso, ao processo de seleção e aos critérios de acompanhamento e avaliação nos períodos cursados.

 

Considerando a realidade brasileira que reflete uma desigualdade ímpar persistente em nosso país, a SBPRJ e seu Instituto de Formação Psicanalítica têm dentre seus objetivos expandir o alcance racial e social dos postulantes à Formação.  

 

Nesse sentido, foi aprovado o Programa Social/Racial, destinado a promover a ampliação do acesso à formação psicanalítica no Instituto da SBPRJ para profissionais socioeconomicamente excluídos – prioritariamente afrodescendentes e de populações indígenas – e refugiados, incentivando-os a candidatarem-se ao processo seletivo.

 

O postulante à formação psicanalítica através do Programa Social/Racial, deverá inscrever-se no mesmo, comprometendo-se com todas as normas que o regulam. (Estas normas se encontram descritas ao final)

A condição particular, racial e socioeconômica, que leva ao pleito do profissional pela admissão ao Programa, será avaliada dentro do próprio processo de seleção conduzido pela Comissão de Seleção do Instituto da SBPRJ.

 

Definida a condição particular, racial e socioeconômica do postulante para a admissão ao Programa, o processo de seleção seguirá o disposto a seguir, que abrange todos os postulantes à formação, independente de pertencer ou não a este Programa.

I - PROCESSO DE SELEÇÃO

 

O processo de seleção se dará em duas etapas, Módulo I e Módulo II, assim compreendidas:

 

MÓDULO I

 

• Pré-requisito: Curso Superior completo

 

• Entrevistas de Acesso – Uma série de 03 (três) entrevistas com membros da SBPRJ especificamente designados para este fim.

 

• Análise Pessoal - Deverá ter início – caso ainda não se tenha iniciado - tão logo o postulante seja aprovado nas Entrevistas de Acesso; e deverá ser realizada com analista Membro Efetivo ou Titular de uma Sociedade filiada à Associação Internacional de Psicanálise (IPA), com a frequência mínima de 3 (três) sessões por semana. No Rio de Janeiro, são três as Sociedades filiadas à IPA: Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro (SBPRJ), Sociedade Psicanalítica do Rio de Janeiro (SPRJ) e Associação Psicanalítica do Rio de Janeiro (APERJ)

 

Uma vez aprovado nas entrevistas de acesso, e em análise pessoal, nas condições acima descritas, o postulante estará apto a fazer sua inscrição como aluno do Instituto de Formação Psicanalítica da SBPRJ, devendo matricular-se no Período Preliminar da Formação Psicanalítica, etapa probatória do processo seletivo, pré-requisito para o Módulo II da seleção.

 

II- PERÍODO PRELIMINAR (2 anos)

1- CURSOS

 

> Estudo da Obra de Sigmund Freud

> Desenvolvimento Emocional do Bebê à Adolescência – incluindo a Observação da Relação Mãe-Bebê

> Curso Temático de Técnica 

> História do Pensamento Psicanalítico

 

2- GAAC - Participação no Grupo de Acompanhamento e Avaliação Contínua (GAAC), instância que acompanha e avalia o aluno durante todo o seu percurso no Instituto.

 

O objetivo desse Período Preliminar é acompanhar o aluno e avaliar tanto o seu desempenho teórico quanto a sua capacidade, interesse e sensibilidade para a prática clínica; do mesmo modo que propiciar ao aluno a oportunidade de conhecer a Instituição, encontrar ou não afinidades, e reafirmar o seu desejo de tornar-se psicanalista.

 

 

MÓDULO II

 

• Entrevistas Conclusivas - Após a conclusão satisfatória do Período Preliminar e a recomendação do GAAC, para dar continuidade ao Curso de Formação Psicanalítica, o aluno passará por uma segunda série de 3 (três) entrevistas, com membros da SBPRJ especificamente designados para este fim. Uma vez aprovado, o aluno dará sequência ao Curso de Formação, passando à categoria de Membro Provisório da SBPRJ e dando início ao Período de Qualificação.

 

Caso o aluno não seja aceito no MÓDULO II, terá o certificado, emitido pelo Instituto da SBPRJ, com o histórico dos cursos realizados.

 

II - PERIODO DE QUALIFICAÇÃO (mínimo de 3 anos)

Ao longo do período de qualificação o aluno terá oportunidade de frequentar cursos e iniciar a construção de sua identidade teórica, participar de seminários clínicos, ao mesmo tempo em que dá início à realização de análises supervisionadas. Terá, também, a oportunidade de realizar um estágio supervisionado em instituição psiquiátrica.

 

▪  Análise Pessoal - Perpassa toda a formação, tanto nos desdobramentos de seminários teóricos, como das atividades clínicas. O período de duração é arbitrado pela dupla analista/analisando, havendo forte recomendação de que acompanhe o máximo possível o período da formação.

É importante ter em conta que o interesse maior, na formação, é a aquisição e o desenvolvimento do vértice psicanalítico, que se dá, primordialmente através da experiência de análise pessoal, e das supervisões e da articulação teórico clínica exercitada nos seminários.

           

▪ Continuação do Estudo da Obra de Freud – 3 anos

 

▪  Cursos Teóricos Eletivos – O Instituto da SBPRJ se caracteriza por uma concepção pluralista de ensino, oferecendo cursos de diferentes escolas do pensamento psicanalítico: Freud, Ferenczi, Klein, Winnicott, Bion, Lacan, Psicologia do Self, Escola Francesa etc.

 

▪  Seminários Clínicos – São solicitados 12 módulos de 8 seminários clínicos com diferentes coordenadores. É facultada e incentivada a participação dos alunos como ouvintes desde o início de sua formação.

 

▪  Casos de análise sob supervisão – São solicitados 2 casos de análise realizados sob supervisão de um membro credenciado para este fim. As análises deverão ter a frequência semanal mínima de 3 sessões, sendo o primeiro caso com duração mínima de 24 meses e o segundo com duração mínima de 18 meses.

▪  Estágio em Instituição Psiquiátrica – Solicita-se estágio em instituição psiquiátrica por um período de 250 horas. Este estágio se dá com o acompanhamento por uma comissão de estágio do Instituto, podendo haver aproveitamento de experiência prévia, desde que esta atenda aos critérios estabelecidos pela comissão.

 

▪  GAAC – A participação mensal no Grupo de Acompanhamento e Avaliação Contínua (GAAC) se dá ao longo de todo o percurso da formação.

 

▪  Atividades científicas, clínicas e culturais - Visando a ampliação de sua inserção institucional, com maior convívio entre colegas e professores, e a necessária e importante abertura para diferentes vértices, tanto psicanalíticos, quanto de outras áreas da cultura, propõe-se como parte da formação a frequência a um mínimo de 5 atividades anuais promovidas pela SBPRJ ou por organizações a que a SBPRJ seja vinculada.

 

Concluído o Período de Qualificação o aluno é qualificado psicanalista pelo Instituto da SBPRJ, estando apto a requerer a sua inscrição como Membro Associado da Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro.

PROGRAMA SOCIAL/RACIAL

 

1 - O postulante inscrito no Programa Social/Racial, uma vez aprovado no Módulo I do processo de seleção, terá acesso a uma listagem com nomes de psicanalistas da SBPRJ, membros efetivos, que se tenham previamente voluntariado a participar do Programa dedicando-se à análise pessoal dos profissionais neste admitidos.

 

2 - Fará parte de um acordo entre a dupla analítica o valor da sessão que será estabelecido para o início da análise, bem como os reajustes que, porventura, venham a ser efetuados ao longo da análise.

 

3 – Uma vez aprovado no Módulo II, o aluno passará a membro provisório da SBPRJ e iniciará o Período de Qualificação da Formação Psicanalítica.

 

4 - Por ocasião do início dos casos de análise sob supervisão oficial, o aluno terá acesso a uma nova listagem de membros efetivos credenciados para funções específicas do Instituto, que se tenham voluntariado para a participação no Programa.

 

5 - Do mesmo modo que no caso da análise pessoal, fará parte de um acordo entre a dupla supervisor/supervisionando o valor da hora, bem como os reajustes que, porventura, venham a ser efetuados ao longo da supervisão.

 

6 - Haverá isenção da mensalidade relativa à SBPRJ.

 

7 - Os seminários serão gratuitos.

 

8 - As taxas relativas à IPSO (International Psychoanalisis Studies Organization), OCAL (Organización de Psicoanalistas en Formación) e ABC (Associação Brasileira de Candidatos) não implicarão em ônus para os inscritos no Programa.

 

9- Ao aluno incluído no Programa será facultada a participação, isenta de pagamento de taxas, em cursos do Centro de Estudos, Jornadas, Simpósios, Reuniões, eventos com convidados estrangeiros etc. promovidos pela SBPRJ.

 

10- O aluno, a qualquer momento, caso não venha mais a precisar dos benefícios proporcionados por este Programa, poderá desvincular-se do mesmo e continuar a sua Formação no Instituto, regularmente. 

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

 

O tempo mínimo necessário para a realização da formação psicanalítica é de 5 anos.

 

Ao longo da formação, são previstos os seguintes custos para o aluno, em valores atuais:

▪ Mensalidade de R$ 302,15

▪ Taxa de R$ 10,50 por cada seminário frequentado.

 

Pode ser considerada a estimativa de R$ 150,00 por mês letivo no período preliminar (2 primeiros anos) e aproximadamente R$ 100,00 por mês letivo nos anos seguintes, dependendo do número de seminários cursados.

 

▪ Opcionalmente, o aluno poderá filiar-se às organizações de candidatos (alunos em formação) – ABC (Associação Brasileira de Candidatos), OCAL (Associação de Candidatos da América Latina) e IPSO (Organização Internacional de Estudantes de Psicanálise), cujas taxas anuais são de R$ 130,00, US$ 25 e US$ 40, respectivamente.

 

Todas as atividades relacionadas à formação são realizadas presencialmente, na cidade do Rio de Janeiro, quais sejam:  análise pessoal, supervisão, participação da reunião mensal do grupo de acompanhamento e avaliação contínua (GAAC), seminários teóricos e clínicos, reuniões científicas.

 

As atividades acontecem prioritariamente às 6as-feiras, ao longo de todo o dia e em algumas noites durante a semana.

 

Nossa sede, onde se localizam as salas de aula, de reuniões, biblioteca e secretaria situa-se à Rua David Campista, 80, no bairro do Humaitá.

 

Os alunos que residirem fora da cidade do Rio de Janeiro devem prever a estadia na cidade por ao menos um dia por semana, às 6as-feiras, para realização das diversas atividades curriculares.

 

Segundo o modelo formação adotado pela SBPRJ, aprovado pela IPA (Associação Internacional de Psicanálise), as análises devem ser presenciais. Os alunos residentes fora da cidade do Rio de Janeiro, e que desejarem se analisar com analistas residentes nesta, devem acordar, com o analista, uma maneira de viabilizar a sua realização. Nessas circunstâncias, as análises condensadas – ou seja, a realização de 2 (duas) sessões de 45 ou 50 minutos em um mesmo dia, mantendo-se a frequência mínima de 3 (três) sessões por semana - são aprovadas pela IPA.

 

Em função da pandemia, em caráter excepcional, as atividades vêm sendo realizadas de modo virtual, devendo assim permanecer até meados de 2022. É intenção do Instituto de Formação retomar as atividades presenciais tão logo seja possível, embora, eventualmente, algumas destas se possam dar à distância.

INSCRIÇÃO - PASSO A PASSO:

 

1) BAIXAR A FICHA DE INSCRIÇÃO MÓDULO I PARA POSTULANTE AO INSTITUTO DA SBPRJ (SALVAR O ARQUIVO COM O NOME DO POSTULANTE);

BAIXAR A FICHA DE INSCRIÇÃO

2) ENVIAR A FICHA DE INSCRIÇÃO DEVIDAMENTE PREENCHIDA PARA O E-MAIL instituto@sbprj.org.br

3) AGUARDAR E-MAIL DE CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO DA FICHA;

Para dúvidas e/ou mais informações sobre a Formação Psicanalítica na Brasileira, entre em contato com o secretário administrativo do Instituto - Daniel Loureiro pelo e-mail: instituto@sbprj.org.brWhatsApp (21) 98210-1379.

Assista os vídeos que descrevem a FORMAÇÃO PSICANALÍTICA NA BRASILEIRA

Ney Marinho

Diretor do Instituto

Anna-Maria de Lemos Bittencourt

Vice-diretora do Instituto

Haydée Pina Rodrigues

Membro Efetivo

Maria Teresa Naylor Rocha

 Membro Efetivo com funções específicas do Instituto

Maria da Conceição Davidovich

Membro Efetivo

Joana Domingues

Membro Associado

Magda Rodrigues Costa

Membro Associado e editora da Revista TRIEB

Maria Cristina Leão

Aluna do Instituto

Maria Noel Brena Sertã

Secretária do Instituto e editora da Revista TRIEB

Bernard Miodownik

Membro Efetivo com funções específicas do Instituto

/ Ex-presidente SBPRJ

Cristiane Paracampo Blaha

Membro Associado / Coordenadora da Biblioteca

Patricia Rendel Nasajon

Membro Provisório

Cassiane Crestani

Aluna do Instituto

Miguel Calmon du Pin e Almeida

Membro Efetivo / Ex-presidente e ex-diretor do Instituto SBPRJ

Juan de Araújo Telles 

Aluno do Instituto

Sonia Bromberger

Membro Associado