Saiba Mais

A DIFUSÃO PSICANALÍTICA em tempos da cultura digital


VIA PLATAFORMA ZOOM


11/03/2021 | Qui | 21:00=23:00



Ainda nos tempos de Freud a Psicanálise, além de ser transmitida entre os psicanalistas (e futuros psicanalistas), era divulgada para o “público externo”. As instituições psicanalíticas eram o âmbito por excelência no qual se difundia o saber psicanalítico e as publicações impressas eram o veículo de propagação da recém-criada ciência do inconsciente.


Passados mais de 120 anos a Psicanálise ganhou o mundo, expandindo-se por quase todos os continentes, envolvendo dezenas de milhares de profissionais na sua prática clínica e construção permanente das suas teorias. A cultura digital colocou a difusão da Psicanálise em um patamar impensável há poucos anos. As fronteiras geográficas não são mais empecilho para o exercício clínico, as supervisões, a troca de informações entre os profissionais e o diálogo com as ciências e a cultura.


Que impacto a cultura digital tem gerado na difusão e na transmissão da Psicanálise? De que forma a linguagem midiática, em seu fluxo contínuo e acelerado, apoiada predominantemente nas imagens, interfere na lógica reflexiva e subjetivante característicos do fazer psicanalítico? O que as experiências dos grupos e instituições psicanalíticas tem revelado após as últimas décadas de expansão do uso das mídias sociais para a disseminação da Psicanálise na cultura?


Essas serão algumas das questões que serão postas em circulação através deste painel.


Carlos Pires Leal Diretor do Depto. de Difusão da Psicanálise SBPRJ


Painel


Laura Orsi

Coordenadora do Depto. de Psicanálise e Sociedade,

Imprensa e Difusão da Associação Psicanalítica Argentina


Helena Castello Branco

Relações públicas e

assessora de imprensa SBPSP


Carlos Pires Leal

Membro Efetivo e diretor do Depto.. de Difusão

da Psicanálise da SBPRJ


Moderador:

Guilherme Salgado

Doutorando em Psicologia Clínica (PUC-Rio) e

membro Provisório SBPRJ




ASSISTIR O VÍDEO